A experiência dolorosa da perda e do luto de todos os matizes grita na nossa face

O analfabetismo tripudia das nossas lives, a fome espiritual e orgânica satiriza nosso lema “fora da caridade não há salvação.”

Meus amigos espíritas,

Hoje eu assisti angustiado a uma reportagem no YouTube sobre a morte de uma juíza, pelo seu ex-marido, no Rio de Janeiro, na frente de suas filhas. Sem nenhuma demagogia, devo dizer que orei por todos mas o choro ainda está está entalado na garganta.

Isso me mobilizou a perguntar se vocês já se deram conta do contexto desafiador que estamos vivendo? Não?!!!!! Tentarei demonstrar com alguns indicadores

  • 190. 795 mortos pela COVID 19 de março a dezembro;
  • 329 mortes de homossexuais somente em 2019 o que equivale a 1 morte a cada 26 horas;
  • Entre março e agosto 497 mulheres perderam a vida; tivemos um feminicídio a cada nove horas;
  • Por dia são registradas 233 agressões contra crianças no nosso país;
  • O suicídio é a terceira causa de morte de jovens e adolescentes brasileiros entre 15 e 19 anos,  compondo um quadro de cerca de 12 mil suicídios por ano em nosso país;
  • Da nossa população 13,5 milhões de pessoas vivem na miséria…
  • Mais de 20 milhões de hectares da Amazônia, do cerrado da mata atlântica e do pantanal foram dizimados por queimadas…

Citando apenas alguns…

O fato é que a triste realidade se nos impõe de tal forma que chego a pensar mesmo que a vida exige, hoje, de nós religiosos , uma espécie reposicionamento conceitual e consequentemente ação social transformadora.

A experiência dolorosa da perda e do luto de todos os matizes grita na nossa face, o analfabetismo tripudia das nossas lives, a fome espiritual e orgânica satiriza nosso lema “fora da caridade não há salvação” e nós que nos ufanamos de uma fé raciocinada temos nos entregado a um modelo sub-reptício de afastamento da realidade refletido em frases de efeito, pinçamentos do corpo teórico Kardequiano, mensagens de espíritos, tertúlias evangélicas que lembram, com a rogativa de perdão aos mais sensíveis, um farisaísmo moderno bem a moda de jargões políticos do “fala bem mas não faz nada.”

 

Se o pensar é a natureza da filosofia e a nossa doutrina pode ser considerada uma filosofia religiosa ou uma religião filosófica, não podemos nos esquecer de que a filosofia existe para pensar e transformar vidas, ou seja, é tarefa do espírita promover, com os instrumentais argumentativos de que dispõe, transformações sociais. O que estiver fora disso é tentativa de catequese barata!

Trago aqui o pensamento muito apropriado do professor Mário José dos Santos do departamento de filosofia da UFJF que dizia: crescer significa fazer da sua vontade livre aquilo que permite o seu ser realizar da melhor maneira possível o que lhe é peculiar, próprio e específico. O ser humano não é só o seu corpo e suas vaidades, mas é, sobretudo, uma dimensão racional. Pensar é preciso porque, sem essa opção interior, viver não é possível. ”

O momento atual então requer de nós um pensamento que reflita uma espécie de exercício filosófico da vida e para a vida.

O momento é o de contextualização de nossas falas e adequação das mesmas á realidade de sofrimento que nos cerca.

O momento não é de teoria e teologia apenas, lembremo-nos de que as teorias se consubstanciam nos laboratórios diversos e o nosso, meus amigos, o nosso laboratório é a sociedade.

Um padre fundador de uma ordem dos enfermeiros chamado Camillo de Lelis trazia como lema “mais coração nas mãos meus irmãos.”

Interpreto assim: menos palavras sobre o amor e mais ações de amor. Resiliência e resignação sim!!! Conformismo e logorréia jamais!!!! Hoje, mais do que nunca a realidade nos pede uma avaliação severa do sentido de utilidade de nossas falas.!!!!

Nessa sociedade do conhecimento e do consumo é preciso demonstrar a aplicabilidade prática de Jesus sob pena de que, se assim não for, o nosso discurso não passe de um amontoado de palavras bonitas quanto a forma mas vazias quanto ao conteúdo.

Não fiquem chateados comigo não, nem me mandem indiretas! (risos). Podem discordar á vontade!!!! Beijos com carinho!!!!!


Continue no Canal
+ Florencio Anton