Oficina do Bem

A Oficina do Bem da Casa Espírita Nova Era é um trabalho de participação e solidariedade, de muitas mãos iluminadas e de corações que se envolvem numa causa maior, em serviços de relevância social. Proporcionando dignidade e melhor qualidade de vida não só aos assistidos; como a todos os voluntários: a fraternidade e a caridade.

Como o grupo, atualmente com 62 voluntários e colaboradores, não dispõe de um espaço apropriado, para a confecção das roupinhas e produção de brinquedos, as peças são produzidas nas residências das voluntárias, em horários e dias que mais lhes aprouver.

Na casa Espírita, a Oficina do Bem, ocupa dois espaços pequenos. Numa sala é utilizada para o recebimento dos produtos confeccionados pelas trabalhadoras e colaboradoras e, a separação e a montagem dos kits de enxovais para bebês. A outra sala é aproveitada para o almoxarifado de fios (lã e linhas) e materiais de artesanato, malhas, tecidos e aparas de madeira, doadas pelas empresas parceiras.

OBJETIVOS

Geral

Formar parceria com o Centro de Referências de Assistência Social (CRAS1-Velha) e a Casa (terapêutica) do Caminho, em oficinas de artes manuais (costura, artesanato, crochê, cozinha artesanal, brinquedos lúdico-pedagógicos, edredom, travesseiros, customização e compostagem aérea.

Específicos

  • Confeccionar e montar enxoval de roupas para crianças (recém-nascidos a 1 ano de idade) e entregar às mães/gestantes, de famílias de baixa renda que se encontram em situação de vulnerabilidade social, em comunidades carentes da periferia do município de Blumenau.
  • Capacitar famílias cadastradas no Plano de Acompanhamento Integral Familiar (PAIF), bem como equipes multidisciplinares de servidores e comunidade do CRAS1-Velha.
  • Oportunizar a partir das capacitações, a construção de novos recursos para o enfrentamento das dificuldades e a busca pela autonomia das famílias atendidas no CRAS1-Velha.
  • Produzir com aparas de madeira jogos lúdicos-pedagógicos, para presentear as crianças de 2 a 10 anos na festa Natal no CRAS1, com o propósito de diversão, socialização e convívio familiar.

Metodologia de trabalho

A Oficina do Bem iniciou seu primeiro trabalho no mês de maio de 2017, no Morro da Garuva, situado no bairro Ribeirão Fresco em Blumenau. A partir do mês de outubro de 2017 o grupo de voluntárias deu sequências aos seus trabalhos, em parceria com o Centro de Referências de Assistência Social (CRAS1-Velha), da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social (SEMUDES), da Prefeitura Municipal de Blumenau.

Essa unidade pública de Proteção Social Básica do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) presta assistência e acompanhamento a duas mil e oitocentas famílias de uma população de 58 mil pessoas das regiões da Velha (Grande, Pequena e Central), Água Verde e Concordia; trabalhando com famílias, fortalecendo vínculos por meio da convivência familiar e comunitária, oferecendo serviços que contribuem para o desenvolvimento e acesso aos direitos sociais.

As confecções de vestuário infantil e brinquedos lúdico-pedagógicos são realizadas com as doações recebidas das empresas: Silmaq, Resima, Altenburg, Sociedade Blumenauense de Beneficência, ACIB, Linhas Círculo, For Girl Ind. e Com., Malharia Cristina, Plasvale, Marp Indústria Têxtil Ltda, Rotary de Blumenau, Brasmart e Fábrica de Móveis Irmãos Schmitt (Gaspar).

 

Os kits para bebês são confeccionados com os retalhos de tecidos e malhas como mantas (moletom, edredom e soft), cueiros, travesseiros, fronhas, paninhos de boca e conjuntos pagão de três peças (calça, camisetas de manga curta e longa); e com os fios (acrílico e algodão): manta de lã, casaco, calça, touca/gorro, sapatinhos.

Os brinquedos lúdico-pedagógicos de memória, dominó, quebra-cabeça, castelo de montar/lego (com aparas de madeira), são produzidos pelos voluntários colaboradores, trabalhadores e alunos da Casa Espírita.

A partir de março de 2018, além da confecção do vestuário infantil e brinquedos, o grupo oferece às famílias do CRAS1, oficinas e cursos (quinzenais e semestrais) de práticas manuais e gastronômicas, ministradas pelas voluntárias responsáveis, de trabalhos manuais e confecção de brinquedos lúdico-pedagógicos, utilizando aparas têxteis e de madeira:

– Costura manual/máquina (consertos e confecção de roupas);

– Artesanato (naninha, bichinhos e bonecas de fuxico, amigurumi);

– Crochê (manta, sapatinho e toquinha/gorrinho);

– Cozinha artesanal (geleia, requeijão e pão);

– Brinquedos lúdico-pedagógicos;

– Edredom;

– Travesseiro e fronhas infantil;

Customização de camisetas;

– Biscoitos, Cookies e Bolachas;

– Horta orgânica;

– Compostagem aérea.

As oficinas e cursos são direcionados às mulheres, homens e adolescentes (cadastrados e assistidos) no aprendizado, fabricação e venda dos produtos, que auxiliarão no sustento de seus familiares.

PILARES DE SUSTENTAÇÃO DO TRABALHO VOLUNTÁRIO NA CASA ESPÍRITA
(Revista Reformador – Federação Espírita Brasileira 2014)

O trabalho voluntário na Casa Espírita, além de contribuir para o fortalecimento das forças do bem na humanidade, é uma oportunidade ímpar, disponibilizada à criatura humana para que, de forma consciente e mais constante, se encontre com nosso Pai celestial. Daí a importância de o voluntário, ao abraçar sua tarefa, estar plenamente cônscio da relevância de sua participação, certo de que, em sua atuação, contará com a companhia e assistência do Pai celestial através de sua coorte de anjos.

 

Dessa forma o trabalhador voluntário da seara divina deve envidar todo seu esforço no sentido de honrar esses momentos, assentando sua força de trabalho em pilares que resistam às dificuldades naturais, existentes no terreno onde as sementes do Amor serão plantadas e regadas.

1º Pilar: Amor ao próximo, respeito humano
2º Pilar: Fidelidade aos princípios espíritas
3º Pilar: Convivência fraterna e companheirismo
4º Pilar: Amor ao trabalho
5º Pilar: Presença

“Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível”.

(Francisco de Assis)

 


Continue no Canal
+ Atuação