Ante a hora da tempestade

Marcelo Henrique

Entendamos o planeta como uma grande embarcação, que saiu de um porto em direção a outro, no trajeto do nosso próprio aperfeiçoamento.

Durante a viagem, alguns não irão resistir. Uns, desesperados diante das tempestades, se atirarão no mar e, igualmente, quedarão afogados. Muitos outros permanecerão, na nau, aguardando que o mar bravio se acalme.

Este nos parece ser, espiritualmente falando, o momento agudo, em que trovões, raios, ondas gigantescas e outras ameaças, alcançam a Humanidade.

Tenhamos serenidade para entender, à luz do Espiritismo, que o Espírito é imortal e que as provas/expiações que alcançam a cada um, são compatíveis ao merecimento, às necessidades e às intenções de progresso. A lei de Deus é para todos.

Não nos esqueçamos, neste momento, da oração, como bálsamo que nos alimenta a alma e, se pudermos, também ampararmos aqueles que, ao nosso derredor, estejam em condições piores do que as nossas.

E que os Bons Amigos Espirituais nos infundam CORAGEM!

Fraterno abraço a todos e muita força neste decisivo momento!


Continue no Canal
+ Marcelo Henrique