O Estudo na Casa Espírita

Rose Mary Grebe

Quando ingressamos no Espiritismo, muitas vezes não entendemos algumas situações. Vamos a uma determinada casa e percebemos o grande enfoque à Mediunidade, em outra percebemos que é a Assistência Social, já em outra as Exposições Públicas.

Não se quer dizer que um trabalho seja maior ou mais importante que outro, mas são olhares diferentes, trabalhos que ao final acabam se entrelaçando, tanto dentro da própria casa Espírita como na  Espiritualidade, sem que nos demos conta disto.

A Sociedade Espírita Nova Era tem seu foco principal voltado para os estudos, com diversos grupos e andamento.

Talvez muitas pessoas não saibam, mas quando aqui iniciamos, a intenção era fazer um grupo de estudos, como fizemos. Mas tudo cresceu muito rápido e logo estávamos desenvolvendo muitos trabalhos. Isto é uma prova de que esta sociedade já estava traçada na Dimensão Espiritual.

No Evangelho Segundo Espiritismo Kardec coloca esta citação do Espírito de Verdade:

“Espíritas! Amai-vos, este é o primeiro ensinamento; instruí-vos, este o segundo.”

                                 (ESE, Cap. VI. Item 5)

 Joanna de Ângelis, a grande mentora de Divaldo Franco, a este respeito nos convoca dizendo:

Estudar o Espiritismo na sua limpidez cristalina e sabedoria incontestável é dever que não nos é lícito postergar, seja qual for a justificativa a qual nos apoiemos.”

                               ( Estudos Espíritas. P.9)

Há alguns anos a maioria das Sociedades Espíritas estuda usando apostilas da Federação Espírita Brasileira, que é também adotada por nossa casa.

Por que fazer um estudo sistematizado?  Por que usar estas apostilas ?

O Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE) surgiu como ferramenta didática de estudo do Espiritismo, oferecendo oportunidade de ampliação do conhecimento da base fundamental da Doutrina nos aspectos científico, filosófico e religioso.

O ESDE foi lançado em 1983 (27 de novembro), tendo em seus objetivos o estudo de forma sistematizada e o maior de todos que é a transformação moral dos indivíduos a partir da fé raciocinada.

O ESDE é, portanto, um programa de estudo metódico, contínuo e sério da Doutrina Espírita, a ser realizado em grupo privativo, fundamentado nas cinco obras básicas de Allan Kardec: O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese.

O ESDE, como ficou denominado, foi distribuído em dois programas: Fundamental, que é composto de dois volumes e o Complementar com um volume.

O Tomo I do Fundamental vai estudar um pequeno histórico do Espiritismo, seus princípios: Deus, Mundo Espiritual e comunicabilidade entre os Espíritos, Reencarnação, Pluralidade dos Mundos Habitados e inicia o estudo das Leis Naturais.

O Tomo II vai fazer um estudo detalhado das Leis Divinas ou Naturais, perfeição moral e esperanças e consolações.

O Complementar, composto de um volume aborda os aspectos da Mediunidade, das relações entre as duas dimensões.

Em nossa Sociedade Espírita, antes de iniciar o ESDE, fizemos um tempo do chamado PREPARATÓRIO, destinado à curiosidade sobre a Doutrina Espírita, dando uma visão geral do Espiritismo.

Como a Doutrina Espírita é dinâmica, sempre buscando mais conhecimento, tentando enriquecer as formas de se estudar, a Federação Espírita Brasileira lançou outro programa, aprimorando o estudo sistematizado: o Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita(EADE), já implantado em nossa casa.

Nossa casa também oferece para aqueles que concluíram as três primeiras apostilas, o estudo de livros, atualmente com: Obras póstumas, A Dança das Energias, Evolução Anímica e vai iniciar um com enfoque na mediunidade.

Filosofia do ESDE

A Filosofia do ESDE é: acolhimento, consolo, esclarecimento, orientação, cooperação, trabalho coletivo e divulgação pelo exemplo. Participação de todos para o desenvolvimento intelecto-moral dos seres humanos.

Na questão 518 do Livro dos Espíritos eles esclarecem que estas reuniões de estudos são protegidas, inclusive com afastamentos de Espíritos brincalhões.

Mas não pensemos que foi e é tudo tão fácil assim, comprar apostilas, encaminhar os alunos para as salas…  Foi preciso montar uma estrutura, ainda que pequena no início.

Procuramos colocar em cada sala dois monitores ou facilitadores para que pudessem se revezar nas aulas, nem sempre isto sendo conseguido. Já tivemos alguns monitores solitários.

Talvez as pessoas nem se dêem conta do quanto cada monitor precisa estudar, pesquisar para que as aulas aconteçam. Posso dizer com a mais absoluta certeza de todo aquele que está diante de uma turma o faz com a melhor boa vontade e dando o melhor de si.

O Estudo sistematizado levado a sério traz conseqüências:

 

                                                         
   

 

Reforma íntima

 

   

 

Difusão das ideias Espíritas

 

       

 

Pureza Doutrinária

 

     
         
 
 
 
 
 
   
   
     
 
 

Formação de Expositores Espíritas

 

   

Desenvolvimento da fé raciocinada

 

 
 
   
     
 
 
   

 

Prática d a Caridade

 

     

Favorecimento da Educação Mediúnica

 

     

 

Espíritas Esclarecidos

 

     
         
 
 
 
 

 

 

 No
 

 

Livro Obras Póstumas Kardec deixou este recado quando se refere ao estudo Espírita:

 

 
 

“ Um curso regular de Espiritismo seria professado com o fim de desenvolver os princípios da Ciência e de difundir o gosto pelos estudos sérios. Esse curso teria a vantagem de fundar a unidade de princípios, de fazer adeptos esclarecidos, capazes de espalhar as ideias Espíritas e de desenvolver grande número de médiuns. Considero esse curso de natureza a exercer capital influência sobre o futuro do Espiritismo e sobre suas consequências.” (OP. P. 342) 

 


Continue no Canal
+ Rose Mary Grebe