Tempos novos

É chegado mais um instante para reflexões sobre o ano que se vai. Em todos, repetimos as mesmas promessas e os mesmos desejos de que seremos e faremos o melhor de nós. E quando o ano, que num átimo se esvai, entramos numa ansiedade profunda, nos vemos melancólicos, sofridos porque já não podemos voltar atrás e fazer tudo diferente.

Nós somos assim, como biruta ao vento, que se move de um lado para o outro, sem saber exatamente de que lado está o melhor.

Sofremos, nos lamentamos isso é verdade, mas a dificuldade de iniciarmos uma caminhada nova, é ainda forte demais e então desistimos.

Ao mesmo tempo em que tomamos conhecimento que temos essa dificuldade, não podemos nos considerar vítimas ou o último dos mortais. Não ! A ordem é esforço, renovação. Sair da zona de conforto, onde nos acomodamos, buscar novas metas, desejar novos sonhos e lutar por seus ideais, porque é somente com a certeza de tempos melhores que avançaremos para frente e para o alto. Acreditar que independente de tudo que teremos no próximo ano, ele poderá ser o melhor de todos, onde burilaremos nossos sentimentos e nossas ações.

E é com esse otimismo, esse sentimento de dever cumprido, que queremos agradecer aos nossos Trabalhadores, Cooperadores e todos aqueles que doaram suas idéias e seu trabalho, mas especialmente aqueles que se doaram e fizeram o que estava ao seu alcance em prol das atividades e dos estudos da Sociedade Espírita Nova Era..

Que possamos voltar em 2013, com energias renovadas e imbuídos desse espírito cooperativo que nos engrandece e nos torna como “feixes de varas”, fortes e felizes .


Continue no Canal
+ Edir Salete