Universidade Federal de Juiz de Fora lança Portal Allan Kardec

O lançamento será na semana que vem e será transmitido no YouTube.

A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) lança, na próxima terça-feira (1º de setembro), em evento virtual, às 19 horas, o portal do Projeto Allan Kardec, que reúne manuscritos originais de Allan Kardec (1804-1869), pensador francês que desenvolveu investigações sobre fenômenos psíquicos/espirituais e fundou uma filosofia espiritualista à qual deu o nome de Espiritismo. O evento de lançamento poderá ser acompanhado ao vivo pela TV NUPES no YouTube, em: https://youtu.be/fVpFmp9hdc4.

Apesar da grande influência de Kardec no Brasil, as pesquisas acadêmicas sobre ele e sua obra têm uma significativa limitação: a quase total ausência de fontes primárias de estudo, afora as obras que ele publicou. Agora, mais de 150 anos após sua morte, serão tornados públicos muitos de seus manuscritos originais.

“O portal reúne cartas escritas e/ou recebidas por Kardec, além de material de trabalho, como textos reflexivos e preces que ele escrevia de próprio punho”, informa o professor Klaus Chaves Alberto, um dos coordenadores do Projeto Allan Kardec, que reúne 13 pesquisadores, da UFJF, do ITA, da Unicamp e do IF Sudeste MG, e mais de 20 colaboradores.

Segundo o professor Klaus, em seu lançamento, o portal disponibilizará 50 manuscritos coletados na França, pelo pesquisador brasileiro Silvino Canuto de Abreu (1892-1980), em meados do século XX. Atualmente, esse material está conservado no Centro de Documentação e Obras Raras da Fundação Espírita André Luiz (Guarulhos-SP).

Para cada manuscrito, será apresentada versão digitalizada do original, bem como sua transcrição em francês e a tradução para o português. O site será constantemente atualizado. Serão disponibilizadas centenas de manuscritos à medida que a universidade for recebendo novos materiais de instituições ou de indivíduos que detenham algum documento relevante.

“A função do portal é reunir, traduzir e divulgar gratuitamente manuscritos e documentos originais de Allan Kardec. Já estamos em negociação com o Museu AKOL – Museu Allan Kardec Online –, que também detém um grande número de manuscritos. Eles já estão sendo digitalizados e serão disponibilizados em breve para consulta. Com o apoio de todos, deveremos levar ao público, em breve, centenas de documentos inéditos”, garante o professor.

 

Além dos manuscritos, o portal trará informações que ajudarão a contextualizar a leitura desse material. “Está em processo a criação de minibiografias das pessoas citadas nas cartas e com as quais Kardec mantinha contato. É um material muito importante para os investigadores que trabalham com esse período histórico.”

Segundo Klaus, o portal também listará trabalhos científicos publicados sobre Allan Kardec e tem como meta se tornar referência para pesquisas em todo o mundo sobre o tema.

Francês mais lido no Brasil

A filosofia espiritualista concebida por Allan Kardec se disseminou no Brasil, predominantemente, como um sistema religioso.

Atualmente, os espíritas representam o terceiro maior grupo religioso do Brasil, e Allan Kardec se tornou um dos pensadores franceses de maior influência entre os brasileiros. Milhões de exemplares de seus livros já foram impressos no país; ele é provavelmente o autor francês mais lido no Brasil.

“Kardec é muito conhecido no Brasil por esse viés religioso. Existe um crescente número de estudos acadêmicos no Brasil e no exterior, em diversas áreas do conhecimento, que abordam sua vida, suas obras ou mesmo o contexto de suas investigações no século XIX.”

O professor Klaus acredita no impacto acadêmico do portal do Projeto Allan Kardec, da UFJF, que é inspirado em outros dois projetos bem-sucedidos: o “The Newton Project”, da Universidade de Oxford, que, além de textos científicos, disponibiliza dezenas de conteúdos.

 

Acompanhe ao vivo na TV Nupes


Continue no Canal
+ Notícias