Yuval Harari: “Maior perigo não é o vírus, mas ódio, ganância e ignorância”

Foto: reprodução Amazon

Leia fragmentos da entrevista para o portal Deutsche Welle.

O portal Deutsche Welle ( DW ), órgão de imprensa do Estado Alemão, com notícias em mais de 30 idiomas, trouxe uma entrevista com historiador israelense Yuval Noah Harari, que afirma que resposta à crise do coronavírus deve ser mais solidariedade. E o mundo aprendeu a confiar mais na ciência. Ele fala também de trabalho e vigilância.

Leia a entrevista na íntegra

Leia alguns fragmentos:

Acho que o maior perigo não é o vírus em si. A humanidade tem todo o conhecimento e as ferramentas tecnológicas para vencê-lo. O problema realmente grande são nossos demônios interiores, nosso próprio ódio, ganância e ignorância. Temo que não se esteja reagindo a esta crise com solidariedade global, mas com ódio, colocando a culpa em outros países, em minorias étnicas e religiosas.

 

CIÊNCIA

Nos últimos anos, temos visto diversos políticos populistas atacarem a ciência, dizerem que os cientistas são uma elite remota, desconectada do povo; que coisas como a mudança climática não passam de uma farsa, que não se deve acreditar nelas. Mas neste momento de crise por todo o mundo, vemos que as pessoas confiam mais na ciência do que em qualquer outra coisa.

 

(…) quando cientistas nos alertam sobre outras coisas, além de epidemias – como mudança climática e colapso ambiental – ouçamos as advertências deles com a mesma seriedade que temos agora com o que dizem sobre a pandemia do coronavírus.

 

NOVAS VIGILÂNCIAS

Devemos ser muito, muito cuidadosos a esse respeito. Vigilância sobre a pele é monitorar o que se faz no mundo exterior: aonde você vai, quem encontra, ao que assiste na TV, que sites visita online. Ela não entra no seu corpo. Vigilância subcutânea é monitorar o que está acontecendo dentro do seu corpo. Começa com coisas como a temperatura, mas aí pode partir para a pressão sanguínea, frequência cardíaca, atividade cerebral. E uma vez que se faça isso, é possível saber muito mais sobre cada indivíduo do que em qualquer outra época: você pode criar um regime totalitário como nunca se viu antes.

 

TRABALHO

Esta crise está causando mudanças tremendas no mercado de trabalho; as pessoas trabalham de casa, trabalham online. Se não tomarmos cuidado, pode resultar no colapso do trabalho organizado, pelo menos em alguns setores industriais.

Mas isso não é inevitável: é uma decisão política. Podemos tomar a decisão de proteger os direitos trabalhistas em nosso país, ou em todo o mundo, nesta situação. Os governos estão resgatando financeiramente indústrias e corporações, eles podem condicionar a ajuda à proteção dos direitos dos empregados. Então tudo depende das decisões que tomemos.

 

FUTURO

Acho que historiadores futuros verão este como um ponto de mutação na história do século 21. Mas a forma que dermos a ele dependerá de nossas decisões. Não é inevitável.

 

Na Amazon:

Sapiens – Uma Breve História da Humanidade

21 lições para o século 21

Homo Deus

 

Receba o Newsletter Nova Era e seja avisado de novos conteúdos como este:

 

O Clip que está a trazer esperança nesse momento de crise:

Vai ficar tudo bem – Cristóvam – Andrà Tutto Bene

 

Interessado em mediunidade?

Mediunidade – Questões relevantes

 

Muitas vidas, muitos ensinamentos:

Tire suas dúvidas sobre reencarnação

 

Conheça a Doutrina dos Espíritos ou Espiritismo


Continue no Canal
+ Nova Consciência