II – A codificação espírita
Por Herculano Pires "O Livro dos Espíritos" não é, porém, a pedra fundamental ou o marco inicial da nova codificação. Porque é o seu próprio delineamento, o seu núcleo central
III – A filosofia espírita
Por Herculano Pires Esta rápida apreciação da estrutura de "O Livro dos Espíritos", em suas ligações com as demais obras da codificação, parece-nos suficiente para mostrar que ele constitui, como
IV – A dialética espírita
Por Herculano Pires Hegel definiu a estrutura e a função do diálogo, identificando as suas leis com as do próprio ser: tese, antítese e síntese. Mais tarde, Marx e Engels
V – A legitimidade do livro
Por Herculano Pires Ao publicar "A Gênese", em 1868, Kardec pode acentuar que "O Livro dos Espíritos", lançado dez anos antes, continuava tão sólido como então. Nenhum dos seus princípios
VII – O problema religioso
Por Herculano Pires A natureza religiosa de "O Livro dos Espíritos", ressalta desde as suas primeiras páginas. Como já vimos, Kardec o inicia pela definição de Deus. Mas o Deus
VIII – Estudos Futuros
Por Herculano Pires Este, em linhas gerais, o livro que a 18 de abril deste ano (1) completou cem anos, e cujo primeiro centenário foi celebrado em todo o mundo
VI – O problema científico
Por Herculano Pires. Kardec examina o problema científico do Espiritismo no capítulo VII da "Introdução ao Estudo da Doutrina Espírita". Vejamos um trecho bastante esclarecedor, que o leitor encontrará no
Considerações importantes sobre o passe
O passe é sempre uma terapia de superfície. Pode amenizar os efeitos – doenças e perturbações – mas não atinge as causas profundas, que se exprimem em nossa maneira de
O espírita e a política
Marcelo Henrique Pereira, Doutorando em Direito Diz-se, em sociologia política, que política é a “arte de (bem) governar”. Idealmente, claro. E, não são poucas as vezes que, em conversas, reportagens
Espiritismo e ciência, uma reflexão necessária
Jorge Hessen Embora o Espiritismo trate de assuntos que escapam ao domínio das ciências clássicas, que se circunscrevem aos fenômenos físicos, reconhecemos que o "Espiritismo e a ciência completam-se reciprocamente".
Gaiolas e asas
Rubem Alves Os pensamentos me chegam de forma inesperada, sob a forma de aforismos. Fico feliz porque sei que Lichtenberg, William Blake e Nietzsche frequentemente eram também atacados por eles.
’Bezerra de Menezes’, o filme que surpreendeu o mercado
Matéria extraída do Blog de cinema de O Globo http://oglobo.globo.com/blogs/cinema/default.asp Por esta, nem os mais otimistas analistas de mercado, nem os mais crentes religiosos e nem os mais esclarecidos espíritos
Newsletter

Assine e receba informações da S.E. Nova Era e do portal

CMM Interativa Administra a Nova Era na Internet

Sites e blogs responsivos, redes sociais e conteúdos para empresas e ONGs